Síndrome de Burnout: entenda o que é

junho 14, 2021 | Shaíze Roth
Síndrome de Burnout: entenda o que é
Cansaço mental e físico extremos, dificuldade de concentração, dores no corpo, alterações no apetite. Estes sintomas são apenas alguns que as pessoas que tem síndrome de Burnout apresentam.

Entenda mais sobre as causas, sintomas e tratamento para esta condição cada vez mais comum em pessoas do mundo todo.

Siga a leitura e saiba mais!


O que é ndrome de Burnout?

Considerada um distúrbio psíquico, a síndrome de Burnout é um estado geral de exaustão extrema, que tem relação direta com as rotinas de trabalho.

Quando em função das atividades profissionais há muita tensão emocional, estresse excessivo e as pessoas trabalham sobre pressão demasiada, elas podem desenvolver depressão associada a esses fatores.

Este estado é a síndrome de Burnout e o diagnóstico é feito através da avaliação de um médico psiquiatra ou psicólogo.


Quais são os sintomas?

Com sintomas que podem ser físicos ou psicológicos, a síndrome pode se apresentar de diversas formas, de pessoa para pessoa.

Dentre os sintomas mais comuns estão:
   
  • Dores no corpo;
  • Alteração do apetite;
  • Choro fácil;
  • Irritabilidade;
  • Oscilação de humor;
  • Cansaço excessivo;
  • Insônia;
  • Dificuldade de concentração;
  • Apatia e desânimo.

Estes sintomas, se não tratados adequadamente, podem levar a quadros mais graves de depressão e ansiedade, por isso, é importante consultar um especialista e realizar um tratamento adequado.

Os psicólogos Herbert Freudenberger e Gail North, identificaram, então, 12 estágios da síndrome. Confira a seguir!
  
  1. Compulsão em demonstrar seu próprio valor

    Trata-se da necessidade de mostrar que você sabe fazer o que está fazendo, e com excelência.

     
  2. Incapacidade de se desligar do trabalho

    Checar e-mails e mensagens de trabalho a noite, trabalhar nos fins de semana, sem ser demandado e outros.

     
  3. Negação das próprias necessidades

    Ignorar que é preciso ter bom sono, alimentação saudável, tempo para o lazer e etc.

     
  4. Fuga de conflitos

    Não enfrentar situações conflitantes quando perceber que coisas podem estar ocorrendo de um jeito errado. Neste momento, podem surgir os primeiros sintomas físicos.

     
  5. Reinterpretação de valores pessoais

    A família, os momentos de descanso, os hobbies, passam a ser vistos como coisas sem importância e a autoestima é medida apenas pelos resultados no trabalho.

     
  6. Negação de problemas

    A pessoa se torna intolerante e enxerga os colegas de trabalho como incompetentes, indisciplinados ou sem vontade. Pode haver aumento da agressividade e sarcasmo.

     
  7. Distanciamento da vida social

    A vida social passa a ser restrita ou, até mesmo, inexistente. O trabalho é feito de maneira automática e a necessidade de relaxar pode levar ao uso de drogas ou álcool.

     
  8. Mudanças estranhas de comportamento

    A pessoa torna-se muito diferente do que costumava ser. Quem era alegre e dinâmico torna-se apático e medroso. As alterações são óbvias e podem ser notadas pela família e amigos.

     
  9. Despersonalização

    Não é possível enxergar o próprio valor nem necessidades, bem como das pessoas ao seu redor.

     
  10. Vazio interno

    Para amenizar o desconforto, muitos recorrem às drogas, álcool, ou compulsões como comer e fazer sexo.

     
  11. Depressão

    O futuro parece incerto, a vida perde o sentido. É comum o sentimento de estar perdido, cheio de incertezas e exausto.

     
  12. Síndrome de Burnout (ou esgotamento)

    Há um colapso mental e físico, assim como pensamentos suicidas. Quem chegou até aqui, precisa de ajuda médica imediata.

Fonte:https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2018/06/27/sindrome-de-burnout-12-estagios-ou-sintomas-do-esgotamento-profissional.htm


Como tratar a síndrome de Burnout?

O tratamento é feito com a ajuda de um médico psiquiatra e também de um psicólogo.

O psiquiatra realiza o diagnóstico correto e pode prescrever medicamentos que auxiliem o paciente a passar pelo momento difícil.

Aliado ao tratamento com medicação, o psicólogo vai colaborar com terapias que desenvolvam estratégias de hábitos mais saudáveis e um entendimento de como não ter atitudes que levem o paciente a ser acometido pelo transtorno novamente.

Conte com a Sou para otimizar suas rotinas de trabalho.

O trabalho é necessário e nos permite alçar grandes voos e a nossa carreira sem dúvida deve ser uma prioridade.

No entanto, a relação de trabalho com as suas demais atividades precisa ser saudável. Para atuar de forma produtiva e efetiva, evitando se sobrecarregar, é preciso planejamento, organização e foco.

Conte com a Sou para tornar esses processos mais tranquilos.

Quer saber mais? Acesse nosso site.

Inscreva-se em nossa Newsletter

Ao se inscrever em nossa newsletter você receberá um material exclusivo sobre Coaching!