Inovação

no trabalho: o que aprendi lendo Criatividade S.A

novembro 17, 2019 | Shaíze Roth
Inovação no trabalho: o que aprendi lendo Criatividade S.A
Para Ed Catmull, CEO do estúdio de animação Pixar, o fracasso não é necessariamente ruim. Na verdade, o autor defende que ele nunca é algo ruim, e sim uma consequência necessária de se fazer alguma coisa nova, principalmente em relação ao nosso trabalho. Essa é uma das ideias que o CEO traz em seu livro, intitulado Criatividade S.A. Nele, Catmull narra um pouco da história da Pixar, revelando a fórmula por trás de filmes como Toy Story, Monstros S.A. e Procurando Nemo e aliando toda a sua trajetória de sucesso com um conceito: criatividade. E é sobre isso que eu quero falar com você hoje.

Afinal, estamos no mês das boas ideias! O Dia da Criatividade é comemorado em 17 de novembro, e isso, pelo menos pra mim, é um bom motivo para repensar todos os meus processos criativos, seja na forma que estou pensando e desenvolvendo o meu trabalho, seja na possibilidade de reinventar meu dia a dia ainda mais. E ler “Criatividade S.A” foi o gancho que eu precisava para escrever sobre isso aqui. 
Para dividir tudo o que aprendi com o livro, separei alguns dos insights que tive durante minha leitura, esperando levar um pouco desse espírito criativo até você e o seu dia a dia no trabalho. Vamos lá?

Boas equipes são o motor para boas ideias

Uma das primeiras lições que o livro me trouxe é que ter a equipe certa é tudo. É claro que a gente sabe disso, afinal, pessoas são o que fazem qualquer negócio realmente funcionar. Mas talvez seja o momento de refletir que até mesmo pessoas muito talentosas e profissionais podem formar uma equipe de trabalho ruim quando as pessoas são incompatíveis. Muitas vezes a química entre os colaboradores é o ingrediente principal para mais criatividade.

Responsabilidade não tem cargo

Não é preciso pedir permissão para assumir qualquer tipo de responsabilidade. Essa iniciativa deve vir de você. Afinal, ser criativo é também pensar novas formas de resolver dificuldades no trabalho, e identificar e resolver esses problemas deve ser encargo de qualquer funcionário, desde o mais alto cargo de gerência até o primeiro estágio da linha de produção. Não deixe para o seu gerente ou gestor assumir a responsabilidade de algo que também depende de você. 

Um gestor deve ser humano, porém firme

“O trabalho de um gestor não é prevenir riscos, e sim criar as condições seguras para que outros possam arriscar.” Essa é uma das frases de Criatividade S.A, e diz muito sobre as nossas relações de trabalho atuais. Um bom gestor pede desculpas, mas não permissão. É possível fazer uma gestão humanizada e ao mesmo tempo criar um ambiente de trabalho que possibilite aos funcionários correr riscos e desafiar-se. Só assim a inovação aparece e você incentiva o desenvolvimento da sua equipe.

Em termos de criatividade, prevenir não é o melhor remédio

Por mais que a ideia pareça ir de encontro a tudo que já ouvimos, quando falamos em criatividade e inovação, ela faz todo sentido. Permitir errar é muito mais barato para uma empresa do que evitar que o erro aconteça. O medo de não falhar acaba impedindo que as pessoas arrisquem, impedindo que o lado profissional saia da zona de conforto. E a empresa sempre vai sofrer com isso, seja direta ou indiretamente. O caminho para o crescimento de um negócio sempre inclui a trilha dos riscos.
Além destes, há muitos outros tópicos interessantíssimos abordados ao longo de Criatividade S.A e que podem ser aplicados no dia a dia do seu trabalho. Que tal começar algo novo hoje e descobri-los por conta própria? Quem sabe uma nova leitura seja o passo a mais que falta para a sua criatividade desabrochar e você pensar um pouquinho mais fora da caixa. 

Esse conteúdo fez sentido pra você? Então vem conhecer alguns dos eventos que a Sou promove e que tem tudo a ver com criatividade e inovação, seja na vida pessoal ou no trabalho.