5

Dicas importantes para você melhorar sua liderança

fevereiro 28, 2018 | Shaize Roth
5 Dicas importantes para você melhorar sua liderança
Em um mundo de organizações exponenciais, mudanças na expectativas das pessoas em relação ao trabalho, desafios em relação a gestão do conhecimento e inovação, o papel do líder se torna decisivo.
No entanto, é comum ouvirmos relatos de comportamentos improdutivos da liderança - disputa pelo poder, perseguições, autoritarismo, centralização, cobranças desajustadas, preferencialismo, falta de atenção e orientação aos colaboradores, fuga de conflitos - Quando ouço relatos sobre essas coisas e muitas outras, não deixo de pensar em como seria se essas lideranças investissem mais em autoconhecimento, no seu desenvolvimento como líder e como a vida de muitas pessoas seria diferente diante dessa mudança.
O Google realizou uma pesquisa, o projeto Oxigênio, que examinava por que aluns gestores eram mais eficazes que os outros. O projeto concluiu que um bom gestor é: Um bom treinador; dá autonomia e não tenta controlar tudo; expressa interesse e preocupação pelo sucesso e bem-estar de seus subordinados; é orientado para resultados; escuta e compartilha informações; ajuda no desenvolvimento profissional; possui visão e estratégias claras; possui habilidades técnicas relevantes.
"Consequência do comportamento do líder impacta em até 30% dos resultados de negócios" - David Mclelland
O comportamento do líder impacta diretamente nos níveis de engajamento e produtividade dos seus colaboradores. Segundo Lyubormirsky, King e Diener (2005) trabalhadores felizes apresentam maiores níveis de produtividade e alto desempenho, são mais eficazes, recebem melhores avaliações de desempenho.
A questão é: Que tipo de comportamento você pratica e estimula dentro da sua organização?
Se você é gestor, aqui vão algumas dicas importantes para você melhorar a sua liderança:
PARA LIDERAR, PRECISAMOS ANTES LIDERAR A NÓS MESMOS - Fred Kofman
O primeiro passo é estar mais consciente dos seus principais comportamentos e sentimentos - como você reage e por que? Alguns cuidados nesse momento são essenciais: procure separar fatos de interpretações ou julgamentos, fazemos isso no automático e aqui reside o cerne do bloqueio a empatia, do início dos conflitos, das cobranças desajustadas. É preciso também estar atento aos seus impulsos, em situações de conflito é comum nos posicionarmos de forma inadequada, sendo levados pelas nossas emoções. O liderar pelo exemplo vale aqui, as pessoas que trabalham com você se espelham em seu comportamento, seja coerente. Entenda que o que é óbvio para você não é óbvio para o outro e que nem sempre o que você acha que é suficiente, é suficiente para a outra pessoa.
CONHEÇA SUA EQUIPE E OS COMPORTAMENTOS QUE VOCÊ ESTIMULA
Tire um tempo para conhecer um pouco mais do perfil de cada pessoa na sua equipe, você perceberá diferenças e preferências de cada um. Isso traz pistas importantes para que você as gerencie de forma assertiva. Compreenda quais são os principais desafios e potencialidades de cada um, como líder o seu papel aqui é estimula-las ajuda-las a vencer os seus desafios e alavancar seus talentos. Possibilite que as pessoas façam o que elas fazem de melhor. Outro ponto importante aqui é qual comportamento você estimula mais:
  • Vítima - acredita que todas as coisas que acontecem são consequências além de sua influência. O ambiente tem a tendência a buscar culpados, as pessoas que normalmente assumem a culpa são punidas.
  • Player - Assumem suas responsabilidades, estão focados na solução e não no problema. Entendem que sempre tem a escolha de como agir diante das situações. Para que essa postura se perpetue, é preciso um ambiente de abertura, confiança, transparência e segurança.
CONSTRUA UM AMBIENTE SEGURO ONDE APRENDER É IMPORTANTE
Errar faz parte do aprendizado, se esse princípio não for perpetuado as pessoas vão esconder seus erros. Grandes revoluções começam no fracasso, as melhorias começam quando as coisas dão errado.
As pessoas mais bem sucedidas veem a adversidade não como um obstáculo intransponível, mas como um trampolim para a excelência. - Shawn Achor
Envolver as pessoas na solução estimula a inovação. No Google a alta eficácia das equipes está relacionada a postura do gestor que cria um espaço seguro para que as pessoas possam arriscar e dá suporte e apoio quando necessário - Projeto Aristóteles.
Se não estamos errando não estamos inovando - Elon Musk
Outro ponto relevante é criar oportunidades de troca de conhecimento, experiência e aprendizados entre outras áreas, entre a equipe. Compreender se você possibilita os recursos necessários para que as pessoas entreguem os resultados que você espera.
COMUNICAÇÃO TRANSPARENTE E FEEDBACK
Comunicação é a chave para construir relacionamentos assertivos. O segredo para melhorar sua comunicação com as pessoas é ser um bom ouvinte, isso inclui ter o cuidado de não ser o Sabe-tudo, a tendência é fazermos julgamentos, generalizações. Sua meta a cada conversa deve ser compreender um pouco mais a perspectiva da outra pessoa, para isso pergunte! Seja um "aprendedor".
As pessoas precisam de feedback para saber como elas estão, além disso o feedback é uma importante ferramenta de desenvolvimento e acompanhamento. Tire 15 min por mês para conversar com cada um dos seus liderados, busque explorar como está o ambiente, como estão as tarefas, comunique as expectativas em relação ao trabalho, reconheça e elogie. Conversei com líderes que vem adotando essa prática, um deles me deu o seguinte depoimento:
"O mínimo que você pode fazer é tirar um tempo do seu mês para conversar com as pessoas que trabalham para você. Em conversas de 15 min à 30 min por mês, você consegue compreender como está o ambiente, tira dúvidas, evita retrabalhos e ainda conhece mais do seu colaborador. Recrutar a pessoa ideal leva muito mais tempo do que o tempo que você passaria fazendo esses talks". - CTO
SEJA HUMILDE E TRATE AS PESSOAS COM RESPEITO
Reconheça quando você comete erros e busque corrigi-los o mais rápido possível. Isso permite que você analise com clareza a qualidade das orientações e recursos que você disponibiliza para o sucesso da sua equipe. Isso possibilita que a sua equipe construa uma relação de confiança.
Parece óbvio a questão de tratar as pessoas com respeito, no entanto, tenho certeza que você já teve algum líder que era desrespeitoso. Isso é mais comum do que você imagina. Um estudo conduzido pela HBR e Tony Shwartz apontou que 54% das pessoas sentem-se desrespeitadas pelos seus líderes. A questão é, as pessoas que são respeitadas reportam 89% mais satisfação com o seu trabalho, 92% mais foco e priorização e 55% mais engajamento.
Respeito está relacionada a expectativas individuais, para cada um é diferente. No entanto tem algumas coisas básicas que são importantes aqui: Críticas sempre em local reservado, sempre em relação tarefa e não a pessoa, trate as pessoas como elas gostariam de ser tratadas - e não como o velho ditado. Calma e tranquilidade são importantes para evitar comportamentos improdutivos - agressivos e desrespeitosos.
O mundo mudou a liderança também. As pessoas passam mais de 70% do tempo delas dentro das organizações que tal fazer desse tempo algo ainda melhor?
Algumas perguntas para você refletir e ajudar no processo:
Quais são os meus principais desafios comportamentais hoje e como eles afetam a equipe? Que recursos eu possibilito para as pessoas que trabalham comigo para entregarem os resultados que espero? Como comunico minhas expectativas? Como recebo criticas? Converso frequentemente com a minha equipe com o intuito de orientar e dar feedback sobre o trabalho? Sou justo e respeitoso com todos que trabalham comigo? Consigo delegar e dou suporte para que as pessoas desempenhem seu trabalho da melhor forma?
Shaíze Maldonado Roth - Psicóloga, Master Coach e Mentora - shaize@soucoachingeconsultoria.com