Competências

do Agora - Habilidades Relevantes para a 4ª Revolução Industrial

julho 23, 2018 | Shaíze Roth
Competências do Agora - Habilidades Relevantes para a 4ª Revolução Industrial
“70% dos empregos que conhecemos antes desaparecerão até o final do século” (MCKINSEY)
“Em 2020, um terço das habilidades hoje consideradas importantes, vão mudar” (WEF).
E é diante dessas constatações que precisamos nos preparar para o futuro próximo. Venho estudando alguns pontos como transformação digital e futuro do trabalho e é possível perceber alguns drivers de mudança já acontecendo como a transformação da natureza do trabalho - o trabalho flexível, internet das coisas, big data, novos suprimentos de energia e tecnologia - robótica e inteligência artificial. Precisamos mudar e mudar logo se quisermos nos manter no mercado de trabalh. Torna-se central uma nova visão sobre as principais habilidades diante desse cenário.
O relatório do World Economic Forum aponta como principais habilidades para um cenário de 2020:
1)     Solução de problemas complexos
2)     Pensamento Crítico
3)     Criatividade
4)     Gerenciamento de pessoas
5)     Inteligência Emocional
6)     Orientação a serviço
7)     Negociação
8)     Flexibilidade Cognitiva
Outros fatores também se tornam relevantes para começarmos esse desenvolvimento agora como:
Aceitarmos que o futuro é incerto e por isso precisamos estar sempre atentos a mudanças e fazermos adaptações diante das novas demandas. Lutar contra isso faz com que perdamos um tempo valioso de desenvolvimento.
Life long learning, estima-se hoje que 50% conhecimento adquirido no primeiro ano de graduação, ao final do curso já está obsoleto. Diante disso, precisamos investir constantemente na nossa educação buscando conhecer novas práticas e novas perspectivas. Precisamos também pensar fora da nossa área principal e atuação, conhecer processos de áreas diferentes pode enriquecer e ajudar a resolver problemas complexos.
- Para que isso aconteça é necessário exercitarmos a colaboração, não há mais espaço para individualismo. Toda vez que colaboramos também aprendemos. Precisamos nos unir para que novas ideias e projetos aconteçam.
- Errar é bom. A experimentação faz parte do processo de evolução, precisamos dar espaço para que as pessoas possam errar e aprender com o erro. Errar rápido e aprender rápido. Se construirmos um ambiente onde errar faz parte do processo, tendemos a ter uma cultura mais transparente, de inovação e responsabilidade.
- Desenvolver pensamento computacional e análise dados! Conhecer de programação pode ajudar você, por exemplo, a pensar mais rápido. Prever cenários e planejar métricas permite que compreendamos as tendências e sinais importantes de mercado para que possamos planejar.
E você, está preparado para esse novo cenário?
Você pode saber mais em: https://www.weforum.org
Shaíze Maldonado Roth - Psicóloga, Empreendedora e Coach - shaize@soucoachingeconsultoria.com 
Fundadora da Sou - Coaching e Consultoria, bacharel em Psicologia pelo Centro Universitário FSG, Master Coach e Mentora pelo Instituto Holos, Personal, Professional e Leader Coach pela Sociedade Brasileira de Coaching e Pós graduada no MBA em Desenvolvimento Humano de Gestores pela FGV. Atua com coaching, desenvolvimento de equipes, lideranças e empreendedores.