A

importância da liderança dentro de uma organização

julho 12, 2019 | Shaíze Roth
A importância da liderança dentro de uma organização
Philip Kotler, um dos nomes mais reconhecidos quando o assunto é administração e marketing, defende que a principal atividade de um líder é produzir a mudança. Para ele, a ação de uma liderança deve sempre estar baseada em três dimensões: estabelecer estratégias dentro da empresa, comunicar essas metas aos recursos humanos e motivar sua equipe para que o objetivo seja cumprido. Com essa perspectiva, liderar parece algo simples, movido a regras básicas que levam uma organização até o sucesso. Mas ser um bom líder, apesar de também envolver simplicidade e objetividade, é muito mais complexo do que isso.

Stephen P. Robbins, professor de Gestão na Universidade de San Diego e um dos autores mais vendidos do mundo na área de gestão e comportamento organizacional, define três estilos principais de liderança: a autocrática, a democrática e a liberal. A primeira é bastante conhecida, e uma das mais utilizadas no passado, centralizando todo o poder na figura do líder; na segunda, o líder trabalha e toma decisões ao lado de sua equipe, em uma organização mais horizontal; e, por fim, a liberal, que permite tomadas de decisão livres, concedendo autonomia aos colaboradores, seja de forma individual ou em equipe.

O que é ser um bom líder

Atualmente, sabe-se que alguns tipos de liderança podem até funcionar, mas não trazem resultados realmente efetivos. Uma organização que deixa seus profissionais limitados a exercerem apenas suas funções torna-os importantes dentro do processo, mas não colaborativos, uma vez que seu desempenho profissional depende apenas dele, e não de uma colaboração verdadeira entre equipes. Hoje em dia, despertar autonomia e cooperação entre os trabalhadores das equipes, mesmo que ainda em estruturas de hierarquia, parece funcionar mais.

Assim, um verdadeiro líder é reconhecido pela sua equipe quando tem um jeito positivo de liderar, com estilo e comportamentos que influenciam tanto os processos quanto as pessoas dentro de uma empresa. Kotler estava certo: a função de um líder é produzir a mudança.

Características de uma boa liderança

Para tornar-se esse agente de mudança, que transforma tanto equipes quanto processos dentro da organização em que atua, uma pessoa deve ter ou desenvolver algumas características fundamentais para uma boa liderança. Nesse sentido, é possível listar diversas delas, como inteligência emocional, flexibilidade, capacidade de tomada de decisões, responsabilidade, entre outras. 

Mas, entre as primeiras características de um bom líder, apontadas por quem entende do assunto, está a capacidade de reconhecer seus limites e pedir ajuda. Mesmo parecendo contraditório, a exposição de desafios está muito mais ligado à força e respeito do que atitudes autônomas e autoritárias. Pedir ajuda, além de demonstrar humanidade, também envolve a equipe em processos que antes não seriam parte da sua rotina, reconhecendo talentos e dividindo méritos no melhor estilo colaborativo.

Além disso, um bom líder oferece feedbacks para sua equipe, garantindo que os fluxos e processos da empresa sempre ocorram da forma mais natural possível, auxiliando no desenvolvimento de cada pessoa dentro da empresa, o que também é uma ótima forma de captar talentos e reconhecer os melhores profissionais para cada função. Por fim, é preciso sempre desenvolver-se, ou seja, ir atrás de mais, conhecer mais, estudar mais, estar a par do que o mercado oferece e da sua necessidade. Isso torna o líder também um exemplo para a sua equipe, abraçando novos conceitos, explorando sua criatividade e incentivando quem está por perto a buscar resultados melhores.

E se você está em busca de desenvolver sua liderança e auxiliar ainda mais a sua equipe e sua organização, conheça o serviço de consultoria da Sou.