5

Dicas importantes para quem quer ser protagonista da sua vida

abril 05, 2017 | Shaíze Maldonado Roth
5 Dicas importantes para quem quer ser protagonista da sua vida
Esse texto é sobre assumir o comando, sobre assumir que todos nós temos escolhas e que sim, só depende de nós. Isso é uma das verdades mais difíceis de compreender. Nossa cultura perpetua a cultura da vitimização, do "mas eu dependo de a,b,c,d", do não poder, das limitações. E é por isso, que fazer escolhas e "dar a cara a tapa", sair da zona de conforto pode parecer tão desafiador.
 
Se você reparar em uma criança, vai perceber que grande parte delas está pronta para entrar em ação e ir atrás do que ela gosta, deixando de lado o medo e também o julgamento. Grande parte das coisas que deixamos de fazer é por medo. Você já parou para pensar de quantas coisas você abriu mão ao longo da vida? Quantas oportunidades? Quantos aprendizados? Onde você poderia estar agora? Não paramos para pensar muito nisso, porque dói.
 
Aqui vão algumas dicas importantes para você começar a reescrever a sua história, a ser o protagonista, que sim faz as suas escolhas.
 
1. Só depende de você, faça!
 

Qual é a diferença entre você e o cara que você admira? Ele fez. Qual é a diferença do cara que hoje está feliz com o seu trabalho? Ele foi atrás, enfrentou, muitas vezes, vários desafios mas não desistiu. 
Frases como: "eu odeio me trabalho, não tem o que fazer, essa pessoa não vai mudar, não adianta tentar"... Entenda que se você continuar falando isso e não tomando nenhuma ação, nada vai mudar. Que chato né? Mas é verdade, se você quer mudar algo, comece a mudar. Saia da reclamação e busque possíveis soluções e saídas saudáveis.
 
2. Entenda o seu medo e vá com medo mesmo!
 
É importante fazer o exercício de entender porque você está com medo, nesse momento vale racionalizar.
Esse medo é real? Qual é o pior que pode acontecer? Isso realmente pode acontecer? E se isso não acontecesse? O que vencer esse medo vai te trazer? Vale a pena correr o risco?
O que você pode fazer para se preparar? 
O grande segredo é o seguinte: Na maior parte das vezes nós fantasiamos coisas catastróficas, e elas não acontecem. Se acontecerem devem ser vistas como aprendizado. Depois da primeira, segunda vez que enfrentamos nossos medos eles passam a ser mais tranquilos de lidar.


3. Compreenda e compartilhe seus valores
 
O caminho do propósito está em saber o que é importante para nós e o que não vivemos sem. Para compreendermos nosso propósito precisamos estar em contato com os nossos valores. Respeito? Contribuição? Ética? Alegria? Liberdade? Quais são os seus?
Isso nos ajuda a avaliar melhor o caminho que estamos seguindo e se nele vamos encontrar o que esperamos. Além disso, auxilia a comunicar e alinhar nossas expectativas.
Compreender e compartilhar vai deixar você ainda mais próximo do que você espera conquistar.
 
4. Foco, aprenda a abrir mão de algumas coisas
 
Nem tudo que é bom nos leva para a frente - você já ouviu essa expressão? Ela é real. A zona de conforto pode ser maravilhosa, mas não ajuda você a se renovar.
É preciso criar prioridades e isso significa fazer escolhas. É importante você ter claro onde você quer chegar, o porquê e como. Durante esse exercício você vai perceber que algumas ações não estão ajudando você a chegar onde você quer.
 
5. Corrigir a rota
 
Aprenda que não há nada de errado em não alcançar o que se idealiza, o errado é não aprender com os erros. Muitas pessoas, no processo de coaching comentam da insegurança de: " o que as pessoas vão pensar se não der certo?" e aí eu respondo: "a vida é de quem?". As pessoas adoram dar palpite, principalmente aqueles que colocam você para baixo e que fazem você desistir, por isso, tenha sempre em mente isso, a vida é sua. É importante estar aberto a conselhos, orientações que ajudariam você a corrigir a rota e fazer melhor. Sabe quando queremos ir a algum lugar, o GPS para de funcionar, nós escolhemos um caminho e 3 horas depois percebemos que deu errado? O que fazemos? Voltamos e buscamos outras alternativas. E TUDO BEM, porque no fim a gente alcança. 
Perceber que algo não está atingindo o que gostaríamos nos permite a ter novas visões, novas opções e novas rotas. O importante é não desistir e estar atento aos sinais.
 
 
Construa a sua própria história!
Se precisar de ajuda, estamos aqui.
Shaíze Roth, Psicóloga e Coach
shaize@soucoachingeconsultoria.com